Mariana Felício comemora melhora dos filhos gêmeos

Mariana Felicio comemora melhora dos filhos gemeos

Depois de um grande susto nos últimos dias, Mariana Felício já tem motivos para comemorar. Em um relato bastante intenso e emocionado em suas redes sociais, a ex-BBB comemorou a melhora dos filhos gêmeos, João e José, que nasceram prematuros no último sábado (6).

Casada com Daniel Saulo, a morena revelou que teve sérias complicações durante a gestação.

"A gravidez de gêmeos foi uma surpresa maravilhosa, e foi um desafio gigante! Tudo ia muito bem até que com 19 semanas descobrimos que eu tinha STFF (Síndrome da Transfusão Feto Fetal). Está síndrome é uma doença da placenta e não dos bebês, é rara e grave podendo levar a óbito os 2 bebês ou quando apenas 1 morre as sequelas neurológicas do sobrevivente podem ser gravíssimas. No meu caso eu já estava no estágio 3 de uma classificação de 5, era beeeemmm grave. Neste estágio um dos bebês já está bem maior que o outro por conta das alterações do fluxo sanguíneo! A única solução era uma cirurgia que mesmo sendo feita poderia não surtir efeito. Pra ser bem sincera, na época eu não tinha a mínima noção do que estava acontecendo e tudo foi tão rápido que quando me dei conta eu já tinha sido operada. Era 17:00h de uma segunda feira dia 13 de novembro quando estava fazendo um ultrassom de rotina e o médico diagnosticou a STFF. Saímos da consulta bem assustados e ainda no carro já buscamos o contato de um especialista que tinha sido indicado pelo nosso médico. Foi aí que tudo começou a dar certo conseguimos uma consulta para o dia seguinte às 8 da manhã em São Paulo. Saímos no mesmo dia para dormir lá perto do consultório e na manhã do dia 14 de novembro as 8:00h em ponto estávamos lá. Neste momento compreendi a gravidade da situação, minha gravidez não tinha mais chance nenhuma de prosseguir, eu iria perder os 2 se não fizesse uma intervenção cirúrgica !!Mesmo com a cirurgia o risco era alto, a chance de salvar os 2 ainda era pequena. Meu mundo desabou, tive muito medo! Perguntei ao médico quando poderíamos fazer a cirurgia e ele me respondeu com outra pergunta: “você está em jejum?”. Na boa, não temos noção do que podemos suportar, e o quanto nossos caminhos podem mudar de direção em segundos … eu estava apavorada, mas era a minha única chance. As 16 horas do mesmo dia já estava no centro cirúrgico. A cirurgia foi um sucesso, mas eu precisaria esperar por 15 dias para saber como os bebês iriam responder. Foram 15 dias de aflição , na época eu já queria estar dividindo esta história com o pessoal que me segue , porque era na internet com a história de outras pessoas que eu nem conhecia que eu me confortava e aprendia lendo história de mulheres na mesma situação que a minha , mais a apreensão era tanta que eu esquecia de tudo , meu foco era me cuidar e abstrair qualquer pensamento ruim me concentrando na chance que eu tinha de que tudo ia ficar bem , e ficou ! 15 dias depois descobrimos que tudo tinha sido melhor que o esperado, as crianças responderam muito bem, permaneciam com todas as funções preservadas e o peso deles já estava com uma diferença bem menor. Depois disto o monitoramento era feito de 15 em 15 dias e a possibilidade de um parto prematuro ainda era outro risco eminente. Todo dia desde então foi de ansiedade e cada semana era superada uma conquista, por conta do procedimento que passei o útero ficou irritado e as contrações eram frequentes, o parto prematuro era certo, e tentei a máximo segurar, até que na manhã do dia 6 de janeiro os meninos cansaram de brigar com a vida lá dentro resolveram nascer e encarar os desafios aqui fora. Eles nasceram de 29 semanas e 6 dias com 1,200 gramas cada, a condição física deles é perfeita e todas as funções estão preservadas. A luta deles ainda vai ser grande, mas eles já estão acostumados a condições extremas. Meus guerreiros vão ficar bem, e a estória deles vai servir de inspiração para outras mulheres que enfrentaram este desafio. Grande beijo e obrigado pelo carinho", escreveu.

Mariana e Daniel ainda são pais de Anitta e Antônio.

 

Escrevi um breve relato dividido em 2 textos de tudo que antecedeu o nascimento dos meus guerreiros , José e João . Fotos: @martafigfotos Parte 1 A gravidez de gêmeos foi uma surpresa maravilhosa , e foi um desafio gigante ! Tudo ia muito bem até que com 19 semanas descobrimos que eu tinha STFF ( Síndrome da Transfusão Feto Fetal ) . Está síndrome é uma doença da placenta e não dos bebês , é rara e grave podendo levar a óbito os 2 bebês ou quando apenas 1 morre as sequelas neurológicas do sobrevivente podem ser gravíssimas. No meu caso eu já estava no estágio 3 de uma classificação de 5 , era beeeemmm grave. Neste estágio um dos bebês já está bem maior que o outro por conta das alterações do fluxo sanguíneo! A única solução era uma cirurgia que mesmo sendo feita poderia não surtir efeito. Pra ser bem sincera , na época eu não tinha a mínima noção do que estava acontecendo e tudo foi tão rápido que quando me dei conta eu já tinha sido operada . Era 17:00h de uma segunda feira dia 13 de novembro quando estava fazendo um ultrassom de rotina e o médico diagnosticou a STFF . Saímos da consulta bem assustados e ainda no carro já buscamos o contato de um especialista que tinha sido indicado pelo nosso médico . Foi aí que tudo começou a dar certo , conseguimos uma consulta para o dia seguinte às 8 da manhã em São Paulo . Saímos no mesmo dia para dormir lá perto do consultório e na manhã do dia 14 de novembro as 8:00h em ponto estávamos lá . Neste momento compreendi a gravidade da situação , minha gravidez não tinha mais chance nenhuma de prosseguir , eu iria perder os 2 se não fizesse uma intervenção cirúrgica !!Mesmo com a cirurgia o risco era alto , a chance de salvar os 2 ainda era pequena. Meu mundo desabou , tive muito medo ! Perguntei ao médico quando poderíamos fazer a cirurgia e ele me respondeu com outra pergunta: “você está em jejum?” . Na boa , não temos noção do que podemos suportar , e o quanto nossos caminhos podem mudar de direção em segundos … eu estava apavorada , mas era a minha única chance . As 16 horas do mesmo dia já estava no centro cirúrgico . Continua …

Uma publicação compartilhada por Mariana Felicio (@marianafeliciooficial) em

 

Li tantas estórias que me deram força e motivação durante minha gestação e por isso me sinto na obrigação de compartilhar a minha … segue a segunda parte  Fotos: @martafigfotos Parte 2 A cirurgia foi um sucesso mas eu precisaria esperar por 15 dias para saber como os bebês iriam responder . Foram 15 dias de aflição , na época eu já queria estar dividindo esta história com o pessoal que me segue , porque era na internet com a história de outras pessoas que eu nem conhecia que eu me confortava e aprendia lendo história de mulheres na mesma situação que a minha , mais a apreensão era tanta que eu esquecia de tudo , meu foco era me cuidar e abstrair qualquer pensamento ruim me concentrando na chance que eu tinha de que tudo ia ficar bem , e ficou ! 15 dias depois descobrimos que tudo tinha sido melhor que o esperado , as crianças responderam muito bem , permaneciam com todas as funções preservadas e o peso deles já estava com uma diferença bem menor . Depois disto o monitoramento era feito de 15 em 15 dias e a possibilidade de um parto prematuro ainda era outro risco eminente . Todo dia desde então foi de ansiedade e cada semana era superada uma conquista , por conta do procedimento que passei o útero ficou irritado e as contrações eram frequentes , o parto prematuro era certo , e tentei a máximo segurar , até que na manhã do dia 6 de janeiro os meninos cansaram de brigar com a vida lá dentro resolveram nascer e encarar os desafios aqui fora . Eles nasceram de 29 semanas e 6 dias com 1,200 gramas cada , a condição física deles é perfeita e todas as funções estão preservadas . A luta deles ainda vai ser grande , mas eles já estão acostumados a condições extremas . Meus guerreiros vão ficar bem , e a estória deles vai servir de inspiração para outras mulheres que enfrentaram este desafio . Em breve estarei disponibilizando um link do meu canal no YouTube onde vou falar com mais detalhes sobre tudo isto e muito mais ! Grande beijo e obrigado pelo carinho … 

Uma publicação compartilhada por Mariana Felicio (@marianafeliciooficial) em

Ofuxico – RSS
Fonte: O Fuxico

Leave a Reply

Your email address will not be published.